fbpx

Prefeitura quer Privatizar o Patrimônio da População de Florianópolis

A prefeitura de Florianópolis enviou para tramitação na câmara de vereadores o PL 18.095/2020, que autoriza a cidade a vender para a iniciativa privada seis terrenos que hoje fazem parte do patrimônio público. A venda desses terrenos – que deveriam ser utilizados como espaços públicos destinados à promoção da saúde, lazer, cultura, educação e todas as demais necessidades da população – certamente será direcionada para a privatização do espaço por meio dos famigerados empreendimentos imobiliários que não param de surgir na nossa cidade. O prefeito Gean Loureiro mostra mais uma vez que é um funcionário das grandes construtoras de Florianópolis, não tendo nenhum compromisso com o uso do território em favor do povo.

Os terrenos que pretendem ser vendidos são gigantescos (praticamente todos com mais de 3 mil m²) e estão localizados em pontos altamente valorizados em Canasvieiras, Jardim Atlântico, Rio Tavares, Córrego Grande, Coqueiros e Jurerê. A desculpa utilizada pela prefeitura é a mesma que serviu de base para o confisco de parte do salário dos servidores municipais, aprovada na semana passada. Mais uma vez se utiliza o famigerado e falso déficit da previdência para assaltar o fundo salarial e o patrimônio público.

Nesse sentido, o dinheiro da venda desses terrenos nem ao menos será utilizado para ampliar o investimento na área social do município – saúde, educação, previdência, assistência social, etc. –, este verdadeiramente deficitário. O recurso será imediatamente direcionado para o mercado financeiro privado por meio do regime de previdência. Assim, mais uma vez, o déficit da previdência, este conceito nebuloso e em última instância mentiroso, é utilizado como desculpa para enriquecer os bilionários e empobrecer os trabalhadores da cidade.

Por isso somos radicalmente contra este projeto que já está na câmara de vereadores. Acreditamos em nossa pré-candidatura que o território da cidade não pode ser objeto da especulação imobiliária. Ser a favor dos trabalhadores de Floripa é ser contra esta nefasta aliança entre as grandes construtoras, o mercado financeiro e os políticos serviçais à elite econômica.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Receba os
nossos conteúdos

[contact-form-7 id="488" title="Conteúdos"]

Contribua!